7 meses de Isabela: um mundo de belezas!

7 meses que nossa bonequinha chegou

Ontem Isabela fez 7 meses! 7 meses e percebo que ela começa a perder a feição de bebê. Seu rosto já não está mais tão redondinho e suas perninhas começam a perder a infinidade de dobras. É verdade que o tempo passa muito rápido quando se tem filhos, mas quando temos dois (ou mais) ele passa mais rápido ainda. Às vezes não sei muito lidar com isso. Valentina está em uma fase tão complicada que por vezes quero que o tempo voe, aí olho para elas e quero que o temo pare. Essa ambiguidade do ser humano é algo difícil de vivenciar, não é?

Minha princesa está cada dia mais esperta. Nos encara e reforça a sobrancelha quando estamos falando. Segura a nossa boca e parece até mesmo querer segurar o som de nossa voz. Continua com o sorriso fácil, mas agora estranha as pessoas e novos lugares. Mas se estiver no meu colo encara tudo tranquilamente, inclusive dorme em qualquer lugar quando o sono bate. É minha companheira e vai comigo em todos os lugares sem se importar. A verdade é que se ela estiver comigo ela sempre se comporta muito bem.

Se eu fosse uma mãe de primeira viagem, diria que a alimentação vai de mal a pior! Mas como já estou bem realista quando a essas questões, falo apenas que estamos caminhando. Isabela come uma colher por refeição (quando come). Eu acredito que seja devido aos remédios para febre que ela tomou por tanto tempo. Isabela acabou emendando uma gripe na outra (herança da irmã) e teve que tomar remédio para febre e corticóide porque tem dermatite atópica. O resultado é que ela rejeita qualquer coisa que chega perto de sua boquinha! Terei que ser mais paciente nesse sentido. Exceto o seio, que continua firme e forte de dia e de noite! Não sei se é a gripe, ou porque não se alimenta bem durante o dia, mas Isabela tem acordado muito.

Balbucia e já demonstra muitas vezes que sou a “mama”, é “gritadeira” e grita de alegria, raiva ou qualquer outra emoção. Tem os olhinhos doces, mas ao mesmo tempo muito curiosos. Isabela é encantadora! Tem uma paz no olhar difícil de descrever em palavras. Gosta de música e de objetos barulhentos (como todo bebê para terror das mães!). Quando vê algo interessante e está no meu colo, sorri, e me olha de volta como se estivesse me mostrando.

Consigo fazer inúmeras coisas com ela e casa, já a deixo no tapete brincando e ela ficar por muito tempo (40 minutos). Dá uma voltinha, vou com ela lá fora, fico um pouco no colo e ela já recarrega a energia da atenção e consegue ficar mais um bom tempo brincando.

Não engatinha, mas já se arrasta. Começou a levantar o corpinho como se estivesse fazendo flexão, é uma graça de ver! Rola de um lado para o outro, por isso consegue chegar onde quer.

Tem uma paixão diferenciada pela irmã! Todas as gargalhadas são para ela, e só dela chegar perto Isabela já se agita! Bate as pernas e os braços e abre o melhor sorriso do mundo. Essas situações enchem meu coração!

Finalizo esses 7 meses, deixando aqui um texto que fiz para a Isabela no Instagram que traduz muito do que sinto por ela:

Se eu pudesse eu guardaria em um potinho seu bafinho de leite. Se eu pudesse eternizaria o toque de suas mãozinhas no meu rosto. Eu queria poder escutar sua voz balbuciando sílabas desconexas quando você fizer 15 anos. Como eu queria ver seu olhar profundo enquanto eu te amamento no dia do seu casamento. Se eu pudesse eu gravaria em meu coração seu semblante inocente e puro, eu queria poder levar comigo a sensação de paz que tenho toda vez que a vejo dormindo. Eu queria guardar o som do seu sorriso e toda a luz que ele transmite quando você abre seu sorriso banguelo. Se eu pudesse eu levaria para o futuro a segurança que você sente em meus braços na primeira vez que seu coração se partisse. Eu queria poder levar a sua doçura de seus gestos quando você percebesse que um coração se parte muitas vezes em uma vida. Mas eu não posso fazer nada disso Isabela, por isso deixo essas palavras para que você possa ler quando estar comigo não for mais a sua prioridade. Escrevo essas palavras quando você nem ao menos sabe ler, para que você saiba que minha vida ficou completa quando você chegou. ❤️

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>