Brincar: a importância da atividade para a criança

Você já parou para ver o seu filho brincar?

“Criança se suja. Corre, não anda, esse é o meio de locomoção natural dela. Ela fala alto, ri muito, faz arte e só quer brincar. Sofá e cama são feitos para ela pular e espelho existe para fazer caretas. Criança deixa tudo espalhado pela casa e nunca vai guardar tudo tão bem como você faz. Teima e quer ser ouvida. Enquanto você não escutá-la ela não lhe dará paz. Criança é um ser naturalmente curioso […]“
A culpa é da mãe, Elizabeth Monteiro

Já parou para observar uma criança brincar? O brincar da criança é rica fonte sobre como a mesma assimila seu cotidiano. O brincar não é somente um treino para a vida adulta, é brincando que os pequenos expressam seus medos e suas percepções do seu dia a dia. A criança não sabe expressar com palavras o que sente e frequentemente o brincar é uma excelente ferramenta para conhecer a criança.

Tenho parado e observado a Valentina brincar, pra entender o que está passando na sua cabecinha com tantas mudanças. Percebo que ela está muito mais maternal. Já a vi chamando atenção de suas bonecas até mesmo dizendo que vão para o cantinho do pensamento. Vejo como ela reproduz minhas falas, dessa forma reflito o que preciso ajustar e também a necessidade conversar determinado assunto de forma mais clara. Brincando, ela pode tudo e faz coisas que diz que está “só brincando” porque sabe que na brincadeira as reprimendas são atenuadas ou extintas.

Em tempos em que as crianças possuem a agenda mais cheia do que os adultos, é importante dizer que crianças precisam de tempo para brincar livremente, sem direcionamento. Não estou falando de balé, natação, judô, etc. Estou falando de deixar a criança protagonizar seu tempo, ter o prazer de através do “faz de conta” escolher quem quer ser. Preocupa-me um futuro em que as crianças não puderam trabalhar suas emoções infantis através de sua imaginação. Essa é a hora de brincar, não é o momento para infinitos compromissos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>