Carta que escrevi para meu segundo filho

(Fiz essa carta um pouco depois que soube que estava grávida!)

Meu amor, sua irmã foi passear com a sua avó, e eu resolvi ter um momento só nosso. Fui até a lojinha, e comprei seu primeiro sapatinho. Não, você não precisa de sapatos, todos os sua irmã estão guardados a muito tempo, esperando por você. Mas sabe, eu queria muito que você tivesse algo só seu, algo que foi pensado em você. Assim como quando soube da gravidez da sua irmã e fui logo em uma loja de bebês, quis fazer isso pra você.

Eu sei, eu não poderei fazer tudo exatamente como fiz para a sua irmã, te asseguro hoje, quando nem ao menos te conheço, escrevendo essa carta, que tudo que estiver ao meu alcance eu farei. Eu vou me desdobrar, me duplicar se preciso for. Você vai entender com o tempo, como sua mamãe é exagerada,  e extremamente dedicada. Eu te garanto que com você não será diferente. Eu pensei que com você eu não fosse tão preocupada, mas acredite, a mamãe aqui já fez 4 exames de farmácia e 3 de sangue, só pra saber se você estava crescendo direitinho. E eu já conto os dias para escutar o seu coraçãozinho.

Escrevo essa carta bem antes de saber se você é uma menina, ou um menino. Mas cá entre nós, isso não faz a menor diferença para a mamãe. Sim, você chegará em uma família em que obrigatoriamente terá que aprender a dividir atenção, você não terá uma mãe e um pai só pra si, você não será mais o primeiro. Mas eu quero que você saiba que você é único, e que eu vou fazer o possível para não compará-lo com sua irmã, seja com seus feitos, ou com suas bagunças.

Mas veja bem, entenda, dividir atenção pode a princípio não parecer algo legal para você, mas contribuirá com toda certeza na construção da sua personalidade. E olhe, se por um lado, você não nos terá 100% para você, você também não terá 100% dos erros que sua irmã recebeu. Com você, eu não cometerei os erros que cometi com sua irmã, claro, serão outros erros.

Veja pelo lado bom, eu saberei identificar com mais clareza seu choro de cólica, de fome, ou se você está ficando amarelo (a) demais. Também não vou insistir em te dar um peito empedrado, e ficar na ilusão de que você está alimentado (a). Agora eu sou uma expert em desempedrar peito! Você terá te esperando uma mãe e um pai muito mais seguros e confiantes, e terá ainda uma irmã encantadora e cheia de peripécias te aguardando. Você em nenhum momento será filho (a) único (a).

Você nascerá em maio, mês das mães, o mesmo mês em que soube que estava grávida da sua irmã. Escrevo essa carta, para que você saiba um dia, que o mês de maio se tornará muito mais especial para mim.

Essa carta, é para que você saiba um dia, que mesmo com todas as dúvidas que tive sendo mãe de segunda viagem, você foi muito esperado (a).

Anseio pelo momento, em que o (a) verei pela primeira vez. Vou olhar no fundo dos seus olhinhos, e te dizer o quanto esperamos por você, o quanto você já é querido (a) e amado (a).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>