Coisas de Isabela

Emagreceu, esticou, seu rostinho afinou e perdeu o jeito de bebê. Minha menininha… Tão amável e tão explosiva. Quem conhece Bebela sabe que ela não perde uma oportunidade de falar “você é “inda” mamãe” ou “te amo até no espaço”. Mas também consegue se jogar no chão quando é contrariada com uma facilidade incrível. 😁 É prestativa, quer ajudar em tudo. É companheira, pede para assistir “recêta” (receita) comigo no “itube”. Faz carinhos em meu cabelo e pergunta se “assim é ligal (legal) mamãe”? Tem um papel tão importante e cadeira cativa em meu coração. É o mais doces dos seres e a mais ardida das pimentas. É amorosa, é impositiva. É dengosa, é nervosa. É um poço de contradições somada a muita dose de “xenta aqui pitin de mim mamaezinha”. Dificilmente acorda mal humorada e quase sempre está irritadíssima na hora de dormir. Isabela é uma criança real, nunca quis que ela fosse perfeita. A amo em todas suas características. Não superestimulei. Não quis pular etapas. Nasceu, andou, falou tudo em seu próprio tempo. Não desfraldou, e não uso a palavra “ainda” antes do desfraldou porque soaria como um atraso e não acho que é o caso. Não senti e ela não demonstrou estar preparada, mas estou atenta aos seus sinais.
Ai minha menininha, meu chocolate com pimenta… Eu fiz tudo para o tempo arrastar e ainda assim ele correu diante de mim. Sempre que olho você lembro da primeira vez que te vi, depois do meu tão sonhado parto normal após uma cesárea. Você é o lembrete da minha força, da minha rebeldia contra um sistema. Você é a memória da minha segurança, da minha perseverança. Você é a minha certeza de que sempre posso ir um pouco mais quando acho que já não consigo. ❤️

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>