Conselho para uma mãe: sinta!

Conexão, elo, imprinting. Enlace, união. Se eu pudesse dar um só conselho para uma mãe de primeira viagem seria: Sinta! Sinta as dores e as delícias dessa nova vida. Sinta o útero vazio, o corpo sobrando espaço. Sinta o coração preenchendo, deixe-se preencher. Sinta o silêncio da madrugada, sinta o barulho do choro de um recém-nascido. Sinta a água do chuveiro caindo nesse corpo que você ainda não reconhece. Sinta a emoção de olhar nos olhos de um bebê e ver uma parte sua lá dentro. Sinta a completude de uma alma que apesar de ter um corpo cansado emana vida. Sinta os novos cheiros, o leite, o suor, as colônias de bebê. Chegue perto do seu bebê, feche os olhos e sinta… Todas as vezes que puder sinta o cheiro da cabecinha suada ou do bafinho de leite. Você vai lembrar desse cheiro por toda a sua vida.
Sinta o desespero de não saber o que fazer, sinta a mudança de filha para mãe. Sinta as mudanças, sinta o amor, a dor, a vida.
Sinta o momento sem querer apressar o tempo: acredite, ele já passa rápido demais. Sinta a responsabilidade, sinta o peso e a bênção da palavra mãe. Permita-se sentir, não passe por nenhum dia com os olhos fechados. Sinta.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>