Mãe de segunda viagem: isso não existe!

Não existe mãe de segunda viagem!

Como assim não existe mãe de segunda viagem? Que afirmação absurda é essa? Afirmo isso com toda a convicção, não existe mãe de segunda viagem. Não importa quantos filhos você tenha, a viagem sempre será a primeira. Será sempre como se fosse a primeira vez.

Ao escolher o nome do Instagram (que posteriormente se tornou o blog), muitos amigos me sugeriram algo que envolvesse “mãe de segunda viagem”. Eu rejeitei essa ideia, porque quando você usa o termo “mãe de segunda viagem”, a ideia inicial é que você já é experiente. Eu não vou negar que quando se trata de fraldas, pomadas, bicos e aspectos básicos, nada disso é novidade. Mas convenhamos, não é essa a principal dificuldade da maternidade. Todas essas questões a prática acaba levando a perfeição. A verdade, é que nenhuma gestação te prepara para outra, e principalmente, nenhum filho te prepara para o outro que vai chegar. É tudo sempre novo, mesmo que quem está de fora acredite que é mais do mesmo.

Quando o segundo filho nasce você inicialmente precisa lembrar que essa criança é totalmente diferente da outra criança que você já conhece. Ela tem suas manias, seu temperamento, pode dormir mais ou menos, pode comer melhor ou não. Você ainda não a conhece. Portanto, nada do que você viveu com o primeiro filho será igual a um segundo. Por outro lado, vale lembrar também, que você não é a mesma mulher. Você não a mesma pessoa que segurou um bebê pela primeira vez em seus braços, tudo o que você viveu com um filho certamente influencia no seu relacionamento com o outro, mas nada nunca será previsível e passível de ser controlado.

Sei que muitas mães chegam no blog procurando o termo “mãe de segunda viagem” nos buscadores (google, bing, etc). Não estou desmerecendo o termo já tão enraizado nas nossas falas. Quero apenas iluminá-los sobre as ideias intrínsecas a esse termo. Mas a realidade, é que você nunca foi uma mãe de dois antes do seu segundo filho nascer. Não é? Então, por mais que você utilize o termo mãe de segunda viagem, a primeira viagem é totalmente diferente da segunda viagem, já que você está sendo mãe de dois pela primeira vez. Está conseguindo acompanhar? Se eu já viajei uma vez para o exterior, eu tenho alguma noção dos documentos e de como é estar em uma cultura diferente. Se ter o primeiro filho é como viajar para a Europa, ou EUA, isto é, algo que você já tem uma noção do que poderá acontecer; ter o segundo filho é como viajar para Índia ou Tibete por exemplo. Conhecer uma cultura não te preparou para outra, é preciso muita flexibilidade para entender que está em novo mundo.

E porque estou eu com essa ladainha de nomes? Porque nós, mãe de dois, nos cobramos muito, achando que deveríamos estar mais preparadas do que estamos. Nos sentimos incompetentes porque não sabemos como administrar o tempo e nossos sentimentos ainda tão conflituosos. Nos sentimos culpadas em relação ao mais velho, em relação ao caçula e temos sempre a tendência a nos comparar com nossos avós que tinham dez filhos e pareciam viver bem. Veja bem, os tempos eram outros! Normalmente o filho mais velho era quem ‘criava’ o filho mais novo, enquanto as mães se desdobravam para ganhar dinheiro lavando e passando para fora. Nós mulheres atualmente queremos ser excelentes em tudo! Queremos ser boas mães, excelentes profissionais, mulheres arrumadas e bem dispostas para o marido. Tanta cobrança não só da sociedade, como de nós mesmas não é um bom caminho. E se não podemos controlar o que a sociedade nos cobra, podemos sim controlar como nós nos cobramos, não é? Não espere conhecimento do que você ainda não viveu. E por mais que todas a considerem como uma mãe de segunda viagem, repito, todos os seus dias serão como se fosse a primeira vez. Aproveite bem a estadia! ;*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>