Pais e os papel das mães na formação da relação com os filhos

Pais são ajudantes?

Já percebi que a maioria dos pais são muito participativos quando o filho nasce. Sentem que são muito mais do que meros ajudantes, já que são tão responsáveis pela criança como a mãe.

Mas aos poucos, nós, as mães (incluindo eu), temos o péssimo hábito de criticar o modo como eles fazem tudo. “Não é esse o jeito de colocar a fralda.” “Pouca pomada.” “Muita pomada.” “Essa roupa não é pra ficar em casa”.”Deixa que eu corto a unha que você não sabe.” “Essa roupa não é de sair.” “Cuidado para não ir água no ouvido.”  Não é assim que faz dormir.” Essas são algumas das frases que já disse e certamente muitas mães vão se identificar. O que não percebemos, é que com isso minando o papel ativo desse pai e deslocando-o para o papel de ajudante. Eles tem sim o jeito deles de cuidar dos filhos, mas não significa que não é errado porque não é do nosso jeito. Como é difícil entender isso! Queremos ser as primeiras a fazer tudo. Ficamos magoadas se a primeira palavra não é mamãe!

 A verdade, é que nossos filhos também precisam se distanciar dessa super proteção das mães e precisam sim dessa despreocupação dos pais.Pais não se importam se o filho se suja, se molha, sempre acha que estão com menos calor do que pensamos. Basta olhar a diferença do modo como vestimos nossos pequenos. Enquanto nós mães, temos a mania de empacotarmos, os pais estão sempre insistindo para deixar só de fralda! É claro que precisa existir um meio termo, mas não é assim que fazemos. Temos a tendência a achar sempre que o pai está errado e nós estamos certas!

Pais não são ajudantes. E além deles se conscientizarem disso, nós também precisamos. Ele não faz favor trocando fralda ou dando um banho. Mas sem dúvida, nós mulheres temos responsabilidade na formação desse pais.

Essa educação começa lá atrás, com as mães de meninos. E depois, adiante, somos nós mulheres que devemos permitir a construção desse recém pai. Sejamos mais conscientes, e por que não, um pouco cegas em relação àquela roupa que não combina! Todos saem ganhando com um pai participativo. O filho, o pai, e a sua coluna!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>