Saudades de Bebela bolinha

Minha Bebela, que saudade de quando você era toda bolinha. Que saudade de quando você só mamava e eu tinha certeza de que você estava se alimentando bem. Que saudade meu amor… Saudade de você dormindo tão pequenina abraçando minha perna. Saudade de não ter que preocupar com seu olhinho, saudade de não ter que ficar atenta ao desenvolvimento da sua linguagem. Saudade de não ver você emagrecendo mais do que deveria. Ô meu bem, saudade de dar um cheiro no seu pescoço e sentir seu bafinho de leite. Saudade de escutar sua gargalhada criastalina e ter certeza de que você é feliz. Ah Bebela, se você soubesse a vontade que tenho de te abraçar e colocar você de volta na minha barriga quando você pede para não tomar injeção. Ah meu bebê, se você soubesse! Eu ficaria doente mil vezes só para você não pegar nenhum único resfriado. Eu comeria todos os jilós do mundo se isso fizesse você comer melhor. Ah Isabela… A mamãe está pesquisando mil maneiras de aumentar sua imunidade e me sinto culpada a cada gripe que você pega. Será aquela blusa que não colocou? Podia ter insistido mais naquele quiabo… Foi a falta de feijão? Se tivesse amamentando mais alguns meses, talvez?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>