Terceiro mês da Isabela, minha caçulinha está crescendo!

Terceiro mês da belezura mais fofa que o mundo já viu! Fim do período simbiótico!

Ah, dia 7… o terceiro mês chegou! Quanta emoção esse dia me traz! O que antes era um dia qualquer, hoje me faz lembrar não só o dia em que a Isabela nasceu, como o dia em que realizei um sonho: meu parto normal. E sejamos realistas, na nossa vida pós 15 anos, percebemos que não é tão fácil realizar sonhos!
Penso que essa é uma ligação forte que sempre existirá entre nós. Olhar para Isabela é lembrar o quanto sou forte e consigo suportar muito mais do que imagino. Sou uma mulher e uma mãe muito mais sábia e consciente do que posso fazer. Confio muito mais nos meus instintos maternos.
A maioria das mães esperam muito por esse terceiro mês. Fim das cólicas, algumas dizem. Eu esperei por essa marca quando a Valentina nasceu. Com a Isabela não… Pressa é uma palavra que não posso relacionar à Isabela! Não tive pressa para que ela nascesse, não tenho pressa agora para que ela se desenvolva. E sem nenhuma pressa, esse terceiro mês chegou mais rápido do que imaginava.

Tento fotografar mentalmente cada segundo do nosso cotidiano. Sinto seu cheirinho todas as vezes que ela dorme no meu colo e não vejo motivos para apressar o tempo. O tempo já passa tão depressa mesmo! Vantagens de ser mãe de segunda viagem.
O curioso, é que essa tranquilidade reflete na personalidade que já vejo se mostrando nessa mini-pessoinha. Isabela é muito tranquila! Não se irrita fácil e a única coisa que realmente a perturba é ficar com sono. Nesse terceiro mês minha caçulinha dorme a noite toda, e, quando raramente acorda, é para mamar uma única vez. De dia tira vários cochilinhos de 20 minutos. Isso me impossibilita de fazer certas coisas, já que ela já não gosta tanto de ficar deitada, mas ainda não sabe sentar. Além disso, ficar contemplando o nada já não parece tão legal.

Descobriu suas mãozinhas e com a vontade que as coloca na boca parecem ser mesmo muito gostosas! Aprendeu, ainda com muita dificuldade, a segurar algumas coisas por pouco tempo. Seu pescocinho está totalmente firme e já senta muito bem com apoio. Tem uma paixão pelo trocador!
Sorri o tempo todo! Acorda bem humorada e sorri, sorri quando toma banho, sorri quando troca fraldas, sorri para desconhecidos, sorri quando dorme… Olho para ela e penso que ela veio a esse mundo para distribuir alegria por onde passar. Que bênção ter o sorriso fácil assim!

Mama só leite materno em livre demanda, mas em geral solicita de três em três horas. Está uma bolinha, mas vou evitar ficar falando de peso porque não acho que nenhum bebê deve ser referencial. O importante mesmo é a curva de crescimento, cada bebê se desenvolve de uma maneira e uma medida isolada nunca foi suficiente para avaliar saúde de ninguém.

Tem os cabelos bem espetadinhos e muito lisos, não acho que vão cachear, mas isso é uma icógnita! Cabelo de criança muda muito. Quanto aos olhos, são de uma cor totalmente indefinida. Às vezes acinzentados, às vezes verdes… Mas não acho que ficarão azuis como os meus. Como digo sempre, nunca torci para que os olhos dela ficassem azuis e acho ela linda com os olhos de qualquer cor.

E falando em olhos… Ela fala com os olhos.Tem os olhos muito expressivos. Daqueles que revelam a alma pura e doce que possui. Me segue atentamente com seus olhinhos e já demonstra que consegue enxergar com mais exatidão.

Nesse terceiro mês, percebo que Valentina se adaptou completamente à vida de irmã mais velha e suspeito que ela não se lembra de uma vida diferente. Deita ao lado da irmã e diz que está brincando com ela, dá muitos muitos muitos beijos nela. É extremamente carinhosa, embora um pouco atrapalhada… O que já me rendeu alguns sustos (como um dia que ela caiu em cima da irmã!). Continua querendo usar a fralda para fazer cocô e agora cismou que quer uma fraldinha da Isabela para dormir. Diz que não é da Isabela, é das duas! Eu sou obrigada a concordar, já que estimulo a divisão igual de tudo em casa.

A mamãe aqui está menos cansada. Ficou feliz porque fez as unhas e está cuidando mais do visual. Sente falta de ler e assistir as milhares de séries que acompanhava. Tem seus dias difíceis como toda mãe. Escrever no blog tem sido um alívio, porque escrever é algo que ela sempre gostou de fazer. Está tentando emagrecer um pouquinho, comendo de forma mais saudável, porque assustou quando viu a balança começar a subir mesmo amamentando muito. Já desistiu de cortar o cabelo, mas quer retocar as luzes que se tornaram ombré hair! Está gostando cada dia mais de ser mãe de duas, mas sente dificuldade em curtir as duas ao mesmo tempo! Às vezes não sabe o que fazer e fica tentando encontrar um equilíbrio. Não quer inibir o carinho da mais velha, mas também precisa proteger a caçula dos acessos “felicianos” da irmã. Mas sabe que tudo tem seu tempo, como sempre diz, não tem pressa. Sabe que em breve elas estarão brincando juntas e ela voltará a ler e ter seus passatempos fúteis… Por enquanto, seu lema é “não se afobe não, que nada é pra já!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>